Rodada do Fachina

O campeão em campo
Pela primeira vez o Athletico vai entrar em campo como campeão da Copa do Brasil. O jogo é contra o Vasco, domingo, em São Januário. Sinceramente, acho difícil o Furacão vencer essa partida. Não que o time rubro-negro (até mesmo se for o reserva) não tenha condições de ganhar do Vasco, mas é a mobilização para a partida. O time de Tiago Nunes, com absoluta justiça, comemorou muito o título inédito da última quarta-feira. Teve festa em Porto Alegre, festa no aeroporto, festa na arena e festa em casa noturna. Não poderia ser diferente. A conquista é gigante. E nesse pacote entram comissão técnica, titulares, reservas e até quem não podia atuar na Copa do Brasil. Ou seja, ninguém pensou no Vasco depois da vitória sobre o Inter. Repito: absolutamente justo. Aliás, o Athletico vai encarar o Brasileirão de forma diferente. O objetivo vai ser passar dos 45, 46 pontos e planejar o próximo ano. O Furacão já é campeão do brasil em 2019 e já está na Libertadores de 2020. Vai ser um bom exercício a montagem dessa equipe para a primeira partida com a faixa de campeão no peito.

Decisão
O Coritiba faz uma verdadeira decisão, em casa, com o CRB. Concorrente direto na briga pelas primeiras posições, o time alagoano é um visitante indigesto. É a equipe que tem o melhor desempenho como visitante entre os 20 times da série B. Só por isso o jogo já seria complicado, mas tem mais. A fase não é boa. O time não vence e não convence. Nas últimas partidas não teve resultado e, com poucas exceções, não teve desempenho. Por isso, as críticas reapareceram e as contestações voltaram. O técnico Umberto Louzer havia recebido crédito da diretoria e conseguiu uma folga na pressão com os resultados positivos. Mas, ele está pressionando novamente e não será surpresa se o Coritiba optar por uma troca de comando, se a equipe não vencer o jogo desse sábado.

Fora de casa
Mais uma vez o Paraná dá esperanças ao seu torcedor. Por incrível que possa parecer, o motivo é o local do jogo. Não é na Vila Capanema e, quem diria, isso parece ser bom para o Tricolor nesse ano. Basta dar uma olhada nos números. O desempenho longe de casa é melhor do que quando joga como mandante. A equipe de Matheus Costa ganhou as duas últimas partidas que disputou longe de Curitiba e deixa o torcedor animado pra ver o time ganhar do Guarani, em Campinas, nesse sábado. O Bugre tem uma das piores campanhas da Série B e esse é mais um ponto pra ser explorado. A receita pra ganhar fora o Paraná já tem, basta executá-la como fez contra Botafogo e CRB.

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter