Dicas do Cartola – Rodada 24

Fala, galera. Mais uma rodadinha zicada e com poucos acertos aqui no “Dicas do Cartola”. Eu admito: fui muito ousado no “Capitão Ken Taki” e não deu certo. A aposta em Willian Bigode até era justificada pelo número de gols marcados nos últimos jogos, mas o Palmeiras decepcionou contra o Atlético/MG. O Jaguatirica FC não passou dos 52 pontos e foi muito mal na rodada. Nas dicas acertamos com o goleiro Tadeu, do Goiás, o zagueiro Pablo Marí, do Flamengo, o meia Alisson, do Grêmio, e o atacante Bruno Henrique, do Flamengo. Na “Liga do Fachina” destaque para o time Real Paraná Clube, do cartoleiro Rodrigo Taborda, com 108 pontos. A liderança segue firma nas mãos do Adriano Rattmann com o Cerveja Bendicta somando sólidos 1.934 pontos. Vamos pra mais uma rodada. Boa sorte pra todo mundo.

Goleiros
O cara vem fazendo milagres e pontuando alto rodada atrás de rodada. Mesmo com o jogo sendo fora de casa, Tadeu, do Goiás, mais uma vez é uma boa dica. O time goiano é o líder do segundo turno com 100% de aproveitamento. Foram quatro vitórias em quatro jogos e nenhum gol sofrido. Mais do que isso, duas vitórias fora de casa por 1 a 0. Por isso, Tadeu é um bom nome no jogo contra o Botafogo, no Rio de Janeiro. O segundo indicado é Cássio, do Corinthians. O Timão toma poucos gols e o Athletico Paranaense ataca muito, mesmo como visitante. Prova disso é que na rodada passada, mesmo sofrendo dois gols do CAP, Douglas, goleiro do Bahia, fez dois pontos. Portanto, caso não segure o SG, Cássio ainda pode pontuar bem. Pra fechar, temos Paulo Victor, do Grêmio. Todos os últimos goleiros que enfrentaram o Ceará foram muito bem e, apesar de não confiar no goleiro gremista, pode ser uma boa aposta com preço baixo. Mais opções: Douglas, do Bahia, e Marcelo Lomba, do Inter.

Laterais
Pensei muito na possibilidade de escalar Jorge, do Santos. O jogador do Peixe acabou caindo de produção nos últimos jogos e tem partida bem difícil contra o Palmeiras, em casa. Por isso, repensei. Mas não deixa de ser uma boa alternativa. Os laterais do Bahia seguem sendo boas opções. Na rodada passada, mesmo sem o SG, Nino Paraíba e Moisés tiveram boas pontuações contra o Athletico Paranaense. Podem repetir a dose na partida na Fonte Nova contra o São Paulo. Os dois nomes do Corinthians também são boas opções. Como já falei, o Timão toma poucos e, em casa, enfrenta o Furacão bem desfalcado. Por isso, Fágner e Danilo Avellar são boas escolhas pra essa rodada. No Grêmio temos a opção de Bruno Cortez e no Flamengo de Rafinha. Dois times grandes que jogam em casa contra Ceará e Atlético/MG, respectivamente, e podem vencer seus jogos sem levar gol. Outros nomes: Renê, do Flamengo, e Jefferson, do Goiás.

Zagueiros
Mais uma vez vamos abrir com Pablo Marí. O espanhol do Flamengo vem tendo boas atuações e inclusive aparece muito bem no ataque do time carioca. Contra o Atlético/MG, no Rio, o Fla é favorito e pode sair de campo sem levar gols. Ele está de volta: Pedro Geromel retorna ao time do Grêmio depois de um período longo de afastamento por contusão. Ele deve ter como companheiro David Braz que também é uma boa alternativa custando mais barato. O Tricolor Gaúcho recebe o Ceará e deve sair de campo com SG garantido. Também vindo do Rio Grande do Sul temos Vítor Cuesta. É uma aposta, afinal o Inter enfrenta o CSA fora de casa e o time alagoano tem feito partidas melhores como mandante. Mesmo assim, ele pode ser boa opção por roubadas de bola. Mais alternativas: Rafael Vaz, do Goiás, Manoel e Gil, do Corinthians.

Meias
A meia tem opções de mais marcação e jogadores de criatividade pra essa rodada. Começo com Alisson, do Grêmio. O time gaúcho é bem favorito na partida em casa contra o Ceará e ele vai ser mais uma vez o principal articulador de jogadas no meio. Deve pontuar bem e, quem sabe, deixar seu gol. O segundo nome é Everton Ribeiro, do Flamengo. Na rodada passada ele fez 5.20 pontos num jogo em que não fez gol e não deu assistência contra a Chapecoense. Ou seja, é uma cara de boas pontuações regularmente e, nesse jogo contra o Atlético/Mg tô acreditando que ele vai desencantar. O terceiro indicado é Rodrigo Lindoso, do Inter. Dos meias disponíveis pra essa rodada é o jogador com maior média na posição. O colorado joga fora de casa com o CSA e ele deve roubar bolas no meio e chegar no ataque. Vem de 4 pontuações seguidas acima dos 6 pontos e pode colaborar com alguns pontinhos pro seu time. Pra fechar temos Carlos Sanchez, do Santos. O meia uruguaio não atuou na rodada passada e chega inteiro pro jogão com o Palmeiras. Vai novamente ser o grande articulador de jogadas do time de Jorge Sampaoli e pode pontuar bem se marcar um gol. Mais nomes: Léo Cittadini, do Athletico/PR, Léo Sena, do Goiás, Jonatan Gomez, do CSA, e Gérson, do Flamengo.

Atacantes
Unanimidade na rodada e jogador mais escalado, Bruno Henrique, do Flamengo não pode ficar de fora do seu time. Mais uma vez sem Gabigol ao seu lado, ele vai ser o cara do setor ofensivo do time do Flamengo. Se repetir as boas atuações, passa dos 10 pontos no jogo com o Atlético/MG. Recuperando espaço com Renato Gaúcho e sem companhia de Everton Cebolinha nesse jogo, Luan, do Grêmio, é a segunda dica. O Rei da América de 2017 voltou a jogar bem e será fundamental pra uma vitória do Tricolor contra o Ceará, em Porto Alegre. Pra fechar temos Gilberto, do Bahia. Na rodada passada fez 12.30 pontos sem marcar gol na partida com o Athletico/PR. Dessa vez o desafio é contra o São Paulo, em casa, e o Bahia precisa voltar a vencer. Aposto nele. Temos também Wellington Paulista, do Fortaleza. O tricolor cearense recebe a Chapecoense, pior time do campeonato, e ele pode marcar pra ajudar a equipe de Rogério Ceni se reabilitar no Brasileiro. Mais nomes: Jonathan, Avaí, Pablo, São Paulo, Ricardo Bueno. CSA, e Yony González, do Fluminense.

Técnicos
Mais uma vez Jorge Jesus está entre as boas opções da rodada por acreditar que o Flamengo, líder do campeonato, não vai deixar escapar a chance de pontuar em casa contra o Atlético/MG. Mas, como na rodada passada segui essa lógica e perdi pontos com Mano Menezes, vamos de Renato Gaúcho dessa vez. O Grêmio recebe o Ceará em momento ruim e deve vencer sem tomar gols, em Porto Alegre.

“Capitão Ken Taki”
Como já escrevi, ele é unanimidade na rodada: Bruno Henrique, do Flamengo, será nosso “Capitão Ken Taki”. A braçadeira vai ficar com ele por acreditar em mais um gol, pelo menos, e em várias finalizações do atacante flamenguista na partida contra o Galo Mineiro.

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter